publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 19 de novembro de 2017.

ago
12
2007

Argentino vence torneio internacional de Tennis em Campos do Jordão

por: - Atualizado: 12/08/2007 19:26
Ex-número um do mundo juvenil, o argentino Brian Dabul conquistou, neste domingo, o título da Credicard Citi MasterCard Tennis Cup, o maior evento de tênis do inverno da América do Sul. Dabul derrotou o colombiano Michael Quintero, por duplo 7/5 completando um final-de-semana de festa argentina em Campos do Jordão

BRIAN DABUL.jpgPela primeira vez, na história do torneio, um tenista da Argentina ergueu o troféu de campeão

Ex-número um do mundo juvenil, o argentino Brian Dabul conquistou, neste domingo, o título da Credicard Citi MasterCard Tennis Cup, o maior evento de tênis do inverno da América do Sul. Dabul derrotou o colombiano Michael Quintero, por duplo 7/5 completando um final-de-semana de festa argentina em Campos do Jordão, depois da vitória de Eduardo Schwank e Horácio Zeballos, nas duplas. Pelo título, Dabul marcou 60 pontos no ranking mundial e um cheque de U$ 7,2 mil.

“Foi uma final muito dura, tive que lutar o tempo todo para ganhar do Quintero, que é um grande amigo meu. Estou muito contente e me sinto jogando muito bem. É uma satisfação muito grande ganhar esse torneio e essas duas semanas foram muito importantes para a minha carreira,” comemorou Dabul, que há sete dois foi campeão do Challenger de Belo Horizonte.

Atual 187º colocado no ranking mundial, a melhor da sua carreira, o argentino, de 23 anos, deve melhorar bastante a sua posição na listagem, com os pontos conquistados em Campos do Jordão.

Quintero, que disputava a sua primeira final de torneios da categoria Challenger, como a Credicard Citi MasterCadrd Tennis Cup, lamentou as oportunidades perdidas durante a decisão, em que chegou a ter quatro set points na segunda parcial, depois de uma semana em que derrotou, na sequência, André Sá, Ricardo Mello, Rogério Dutra e Silva e Flávio Saretta. “Tive uma semana incrível, nesse torneio que é muito bom. Ganhei jogos duríssimos dos melhores jogadores, mas na final, hoje, quando precisei jogar o meu melhor, nada funcionou.”

O colombiano, natural de Medellin, também deve subir bastante no ranking. Por ter sido vice-campeão, ele marcou 42 pontos na ATP, em que é o 287º colocado e ganhou um cheque de U$ 4,2 mil.

Nas duplas, a vitória também foi argentina. Os medalhistas de ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio, Eduardo Schwank e Horacio Zeballos conquistaram o título, derrotando o norte-americano John Paul Fruttero e o sul-africano Izak Van der Merwe, por 2 sets a 1, parciais de 3/6 6/3 12/10.

Pela primeira vez na história do torneio, tenistas argentinos foram campeões, tanto na simples, quanto nas duplas.

No ano passado, os brasileiros Ricardo Mello, na simples e André Sá e Marcelo Melo, nas duplas, foram os campeões. Antes disso, tenistas do Paraguai, Equador, Japão e Brasil, na simples, haviam conquistado o título e nas duplas, jogadores da Dinamarca, Peru, Brasil, África do Sul, Equador, Israel, Austrália, México.

A Credicard Citi MasterCard Tennis Cup é uma realização da Try Sports, com o patrocinio da Credicard Citi e da MasterCard e o co-patrocínio de Wittel, Citibank, Stella Artois, Contax, Unidas, Olympikus, Terroir, Sagem Orga. Também apóiam a competição: Inverness, Dunlop – a bola oficial, Campos do Jordão Tênis Clube de Turismo, Prefeitura de Campos do Jordão, BandNews FM, BandSports, Gazeta Mercantil, Jornal O Estado de S.Paulo, Jornal do Brasil, TV JB, WTA, ATP, ITF e Revista Tennis View.

Os jogos acontecem até o dia 12, com entrada gratuita no Campos do Jordão Tênis Clube (Av. Dr Paulo Ribas 76). No feminino, Teliana Pereira conquistou o título na simples e Joana Cortez e Roxane Vaisemberg, foram campeãs de duplas. No total, o evento distribuiu U$ 100 mil em prêmios.

Quadro de Campeões Credicard Citi MasterCard Tennis Cup
2001 – Ramon Delgado (PAR) e Petrovic/Ram (AUS/ISR)
2002 – Ricardo Mello (BRA) e Hernandez/Melo (MEX/BRA)
2003 – Giovanni Lapentti (EQU) e Voest/Lapentti (AFS/EQU)
2004 – Takao Suzuki (JAP) e Mello/Miranda (BRA/PER)
2005 – André Sá (BRA) e Pless/Vlaski (BRA/SER)
2006 – Ricardo Mello (BRA) e Sá/Melo (BRA)
2007 – Brian Dabul (ARG) e Schwank/Zeballos (ARG)