publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 27 de julho de 2017.

mar
11
2008

Auditório recebe projeto A Boa Música Brasileira

por: - Atualizado: 11/03/2008 13:23
No mês das mulheres uma dupla feminina comanda um repertório de altíssimo nível no Auditório Cláudio Santoro. O espetáculo A Boa Música Brasileira apresenta o projeto de concerto Piano e Flauta, com compositores que fizeram parte da história da música brasileira.

A boa Música BrasileiraNo mês das mulheres uma dupla feminina comanda um repertório de altíssimo nível no Auditório Cláudio Santoro. 

O espetáculo A Boa Música Brasileira apresenta o projeto de concerto Piano e Flauta, com compositores que fizeram parte da história da música brasileira.

A flautista transversal Carmen Garcia e a pianista Maria Cecília Moita tocam em Campos do Jordão um espetáculo recheado de boa música nacional.

Maria Cecília iniciou-se no piano aos quatro anos de idade. Com Bacharelado pela UNESP desenvolve amplo trabalho como camerista. Atua também como pianista convidada ao lado de grandes orquestras como a OSESP e Sinfônica de São Paulo. Atualmente é pianista da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo.

Carmem Garcia iniciou os estudos no Conservatório São Caetano, sempre aprendendo com grandes mestres da flauta. Idealizou e realizou através da Secretaria de Estado da Cultura o Projeto “Oficinas de Música”, atendendo a dezenas de municípios paulistas. Depois de passar pela UNESP e pela ECA- USP lecionou na Faculdade Paulista de Música e sempre foi premiada em todos os concursos que participou. Atualmente é a Primeira Flauta Solista da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal de São Paulo.

Confira o repertório do espetáculo:

Sonatina para flauta e piano, de Radamés Gnatalli;
Poemeto, de Osvaldo Lacerda;
Zinha, Primeiro Amor e Margarida, de Patápio Silva;
Quem Sabe, de Carlos Gomes;
Valsa brasileira, de Chico Buarque;
Modinha e melodia sentimental, de Heitor Villa Lobos;
Modinha, de Sérgio Bittencourt;
Flor Amorosa, de Joaquim Antônio da Silva Calado;
Rosa e Naquele tempo, Pixinguinha;
Brejeiro e Apanhei-te, cavaquinho!, de Ernesto Nazareth;
 André de sapato novo, de André Victor Corrêa.