publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 19 de outubro de 2017.

jul
06
2009

Bolsistas têm dias agitados no início do festival

por: - Atualizado: 06/07/2009 22:15
Em 2009, o Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão conta com a participação de 156 bolsistas, que chegaram à cidade no último sábado, dia 04 de julho.

Bolsistas Festival de Inverno 2009Em 2009, o Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão conta com a participação de 156 bolsistas, que chegaram à cidade no último sábado, dia 04 de julho. No mesmo dia, os alunos receberam as boas vindas do Diretor Artístico do festival Roberto Minczuk, do Diretor Executivo Paulo Zuben, do Diretor Pedagógico Silvio Ferraz e do Coordenador Pedagógico Renato Bandel, em uma reunião realizada no preventório, às 18h. Nesse encontro foram dadas as primeiras orientações sobre como serão os 23 dias de festival.

Após a reunião, todos seguiram para o concerto de abertura, realizado pela Osesp no Auditório Cláudio Santoro.

No segundo dia os bolsistas tiveram o primeiro contato com os professores em um almoço realizado no Palácio da Boa Vista, oferecido pelo Governador de São Paulo José Serra, que contou com a presença do Vice-Governador Alberto Goldman. Durante o período da tarde, os alunos aproveitaram o tempo livre para estudar e participar dos concertos realizados na Igreja Santa Terezinha e na Praça do Capivari.

O trabalho começou oficialmente na segunda-feira, 06 de julho, pela manhã, com a realização do primeiro ensaio da orquestra acadêmica no Auditório Claudio Santoro. Um momento importante, principalmente para prepará-los para a prova que acontecerá às 14h no preventório, que irá definir a estante que cada um ocupará na orquestra.

Perfil
A maior parte do corpo de bolsistas do festival é composta por brasileiros, são 140 alunos vindos de 12 estados diferentes, em sua maioria de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Também fazem parte do corpo 16 alunos de fora do Brasil, sendo 7 argentinos, 4 americanos, 1 canadense, 1 chileno, 1 mexicano, 1 uruguaio e 1 venezuelano.

Dos 156 bolsistas, 90 estão participando pela primeira vez. A faixa etária varia dos 13 aos 34 anos, mas independente da idade, a ansiedade em busca do novo é geral. Todos chegam carregados de expectativas, como o Caio Diniz, um paraibano de 14 anos que estuda violoncelo desde os 8 anos. “Durante o festival espero conhecer diversos estilos, ter contato com muitas pessoas e grandes professores, como o Fabio Presgrave”, afirma Caio.