publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 18 de novembro de 2017.

fev
07
2007

Campos do Jordão irá ganhar unidade do Projeto Escolas Inovadoras

por: - Atualizado: 07/02/2007 00:23
A Microsoft anunciou oficialmente em 31 de Janeiro, o Programa Escolas Inovadoras, que tem como objetivo criar modelos originais de aprendizado para a educação básica, ensino fundamental e médio. A iniciativa faz parte do programa Parceiros na Aprendizagem e teve lançamento mundial no Fórum Europeu de Líderes e Governos, que ocorreu no último 31 de Janeiro em Edimburgo, na Escócia.

A Microsoft anunciouoficialmente em 31 de Janeiro, o Programa Escolas Inovadoras, que tem como objetivo criar modelos originais de aprendizado para a educação básica, ensino fundamental e médio. A iniciativa faz parte do programa Parceiros na Aprendizagem e teve lançamento mundial no Fórum Europeu de Líderes e Governos, que ocorreu no último 31 de Janeiro em Edimburgo, na Escócia.

A idéia principal do projeto é criar uma nova escola para o século 21, que compartilhe do compromisso social da Microsoft: prover capital humano, propriedade intelectual, experiência tecnológica e conhecimento para que as pessoas exercitem a cidadania, trabalhem e tenham melhor conhecimento da economia global. “A educação é a chave para o desenvolvimento econômico e para a competitividade dos países”, afirmou o chairman da Microsoft Corporation, Bill Gates.

Para dar início ao projeto, a Microsoft selecionou escolas em 12 países diferentes, entre eles o Brasil. Essas instituições trabalharão em conjunto com a empresa e a Universidade de Stanford nos próximos dois anos para desenvolver e incorporar soluções tecnológicas que permitam melhorar a performance dos estudantes nas salas de aula. Além do Brasil, participam instituições de ensino do Chile, México, Irlanda, Finlândia, Suécia, Quatar, Hong Kong, Canadá, Alemanha, Reino Unido e França.

O Programa Escolas Inovadoras será uma extensão da iniciativa Parceiros na Aprendizagem, que existe desde 2003, e que tem como vetor principal apoiar a melhoria da educação da escola pública brasileira. Essa plataforma será ampliada para cuidar também da necessidade de inovação dentro da sala de aula, em especial no que diz respeito ao currículo escolar e à integração da tecnologia para aperfeiçoar o aprendizado. No Brasil, a Lumiar será a primeira escola a fazer parte do programa. A instituição foi escolhida porque teve sua metodologia de ensino validada pelo Fórum de Lideres Educacionais (grupo composto por educadores brasileiros de diversos estados e especialistas no uso de tecnologia na educação básica). “A escola Lumiar é o protótipo que pode se tornar o modelo de escola inovadora, gerando educação de melhor qualidade, envolvendo estudantes e a comunidade na qual está inserida”, afirmou Ana Teresa Ralston, gerente de programas educacionais da Microsoft Brasil.

O Instituto Lumiar possui um modelo de ensino-aprendizagem que a Microsoft entende como uma visão realmente inovadora de currículo. A Lumiar desenvolveu um sistema de governança escolar (ao invés de gerenciamento escolar) que organiza o currículo dentro de um sistema denominado “Mosaico”. Esse modelo tem por objetivo identificar as competências e habilidades de cada aluno e a partir disso criar um portfólio de aprendizagem individual.

Essa metodologia visa aproveitar melhor as potencialidades dos estudantes e a partir disso formar cidadãos mais conscientes do seu papel na sociedade. “A proposta da Microsoft é usar a tecnologia para aperfeiçoar o Mosaico e potencializar sua aplicação para a comunidade e para a escola”, afirma Fernando Almeida, presidente do Instituo Lumiar.

“O objetivo final do projeto é colocar à disposição de todas as escolas, em especial as públicas, um modelo de aprendizado que permita que outras instituições de ensino se tornem inovadoras também”, explicou Ana Teresa Ralston. “O projeto brasileiro poderá contribuir com o programa global ao casar a inovação pedagógica com a tecnologia da Microsoft”, completa Ana. Por conta disso, toda a metodologia que vem sendo desenvolvida pelo Instituto Luminar em parceria com a Microsoft ficará disponível na Internet para que educadores e outras instituições de ensino possam acessar e testar.

O programa Escolas Inovadoras no Brasil funciona na unidade da Lumiar localizada na região da Bela Cintra, em São Paulo, e na escola municipal Lageado, em Santo Antonio do Pinhal, localizado a 220 quilômetros da capital paulista. Estão previstas reformas e adaptações em ambos os espaços, além da construção de uma unidade na cidade de Campos do Jordão, ainda em 2007. Cada país que participa do projeto terá um modelo próprio de desenvolvimento.

Parceiros na Aprendizagem

Lançada em 2003, a iniciativa tem como objetivo capacitar alunos e professores no uso da tecnologia da informação para que atinjam seu potencial pleno e contribuir para a melhoria do processo de aprendizagem. Apesar de ser um programa de abrangência global, as atividades são definidas e implementadas localmente, em parceria com governos e instituições, para atenderem às necessidades específicas de cada região. O Brasil foi um dos primeiros países a aderir à iniciativa e já foram firmados acordos de cooperação com 11 estados brasileiros.

Sobre o Instituto Lumiar

O Instituto Lumiar é uma associação privada sem fins lucrativos, com propósitos educacionais. Fundado em 2002, é financiado pela Fundação Semco, que investiu, desde 2001, US$ 600 mil para montar a escola, desenvolver material educacional e criar a área administrativa. A Escola Lumiar é privada, mas pode ser classificada com vocação pública porque une na mesma sala de aula alunos de classe média alta e alunos pobres. Os estudantes que não podem pagar pela mensalidade ganham bolsas de estudo ou contribuem com taxa simbólica de R$ 3,00 para ter acesso a escola.

Perfil Microsoft

A Microsoft Corporation, fundada em 1975, é líder no fornecimento de software, serviços e soluções em tecnologia da informação. Com um modelo baseado em inovação, a empresa investe no desenvolvimento e integração de tecnologias que capacitam pessoas e empresas a atingirem seu potencial pleno. Presente no Brasil desde 1989, a Microsoft gera localmente oportunidades diretas na área de tecnologia para mais de 15 mil empresas e 313,5 mil profissionais. Nos últimos sete anos a empresa investiu R$ 41 milhões na área social, levando tecnologia a escolas, universidades, ONGs e comunidades carentes. Saiba mais no http://www.microsoft.com.br/.