publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 19 de agosto de 2017.

maio
11
2011

Campos do Jordão recebe a segunda oficina do Projeto Trem é Turismo

por: - Atualizado: 11/05/2011 11:39
O projeto quer trazer para a região as melhores operações já realizadas pelo mundo

foto: Cristiano TomazAtravés de uma parceria entre a Associação Brasileira de Operadores de Trens Turísticos e Culturais (ABOTTC) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), surgiu o Projeto Nacional de Desenvolvimento da Competitividade e Gestão das Operadoras e Empreendimentos de Trens Turísticos, denominado como Projeto “Trem é Turismo”.

O projeto visa contemplar 24 trens turísticos em operação em 11 estados brasileiros, e consiste em um amplo programa de apoio à melhoria da competitividade dos operadores dos trens e dos micro-pequenos empreendimentos que atuam no entorno, através de ações de capacitação empresarial que envolvem oficinas e consultorias, além de plano de marketing, divulgação e promoção.

No próximo dia 24 de maio, a segunda oficina do “Trem é Turismo” será realizada em Campos do Jordão. A primeira oficina foi realizada em novembro de 2010, e contou com a participação de membros representantes das cidade de Campos do Jordão, Pindamonhangaba e Santo Antônio do Pinhal. A reunião possibilitou detectar e diagnosticar os pontos fortes e fracos da Estrada de Ferro de Campos do Jordão.
Com o foco objetivando o turista e a qualificação dos serviços a serem realizados no entorno das ferrovias, a oficina buscará detectar onde estão as melhores operações de trem do mundo para que sejam seguidas as práticas e experiências que obtiveram resultados positivos, tendo o trem como produto turístico.

Para o presidente da ABOTTC, Sávio Neves, as perspectivas para 2011 são excelentes. “Neste momento de retomada, em que o Brasil sediará uma sequência de grandes eventos esportivos, o projeto vai propiciar um avanço sem precedentes do turismo ferroviário. Há ainda outro ponto favorável: por ser uma modalidade que complementa os produtos turísticos, a tendência é que o segmento alavanque os destinos turísticos em que está inserido”, diz Sávio.