publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 24 de setembro de 2017.

jan
18
2007

Cervejaria Baben Baden é vendida para Grupo Schincariol

por: - Atualizado: 18/01/2007 12:31
A cervejaria Baden Baden de Campos do Jordão, famosa por fabricar cerveja de forma artesanal, foi vendida nesta quarta-feira para a Schincariol, segundo maior grupo cervejeiro do País. A cervejaria recebeu outras propostas de venda, mas até então não havia … Continua

Baden BadenA cervejaria Baden Baden de Campos do Jordão, famosa por fabricar cerveja de forma artesanal, foi vendida nesta quarta-feira para a Schincariol, segundo maior grupo cervejeiro do País.

A cervejaria recebeu outras propostas de venda, mas até então não havia cogitação para se desfazer do negócio, afirma José Vasconcelos, conhecido como Vasco, que relutou até o ultimo instante em vender a marca e a fábrica Baden Baden.

A Baden Baden foi fundada em 1999, e ficou conhecida por ser a primeira do Brasil a fabricar cervejas de alta fermentação, do tipo Ale. Hoje a cervejaria fabrica cinco tipos de cerveja artesanal: Bock, Pilsen Cristal, Stout, Red Ale e Golden, além das cervejas sazonais da linha Celebration. Todas feitas seguindo os regimentos do movimento mundial The Craft Beer Renaissance e sob as leis de pureza da Bavária.

O valor do negócio não foi divulgado, mas cogitasse algo em torno de 40 milhões de reais. Com a compra, o grupo Shincariol irá expandir o negócio, com novas contratações e possivelmente fará uma ampliação na fábrica, além de entrar no promissor mercado de cervejas premium no Brasil, que custam pelo menos 15% a mais que a média das cervejas.

O diretor superintendente da Shincariol, Adriano Schincariol, garantiu que a formulação da atual linha de produtos da Baden Baden e o modelo de produção artesanal serão mantidos.

A Baden Baden tem como mestre-cervejeiro Carlos Hauser, cujo currículo soma 45 anos de experiência, com passagens por grandes indústrias cervejeiras do Brasil e formação em Munique, Alemanha.

Em 2006 a cervejaria de Campos do Jordão faturou 5,5 milhões de reais, segundo Vasco, que afirmou ainda que a produção pode aumentar em até dez vezes, sem comprometer a qualidade da cerveja.