publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 17 de outubro de 2017.

set
06
2013

Confira o Balanço da Temporada de Inverno 2013 em Campos do Jordão

por: - Atualizado: 06/09/2013 00:00
Veja a opinião de diversos empresários sobre a Temporada e o Turismo na cidade

Turismo em Campos do JordãoComo principal fonte de renda da cidade, o turismo tem grande importância para a economia de Campos do Jordão, movimentando diversos estabelecimentos e gerando emprego e renda no Município.

Para saber um pouco mais sobre como foi a Temporada de Inverno 2013, e ter uma ideia atual do cenário turístico, a redação da NetCampos conversou com alguns empresários locais para obter informações apuradas, com o objetivo de montar um panorama da movimentação recente na cidade.

Também foram procurados alguns líderes de associações, que pudessem compilar dados sobre os associados e fornecer um parecer geral do trabalho realizado no momento.

Para Guilherme Centofante Guimarães, que é Presidente da Central de Pousadas de Campos do Jordão, cerca de 60% dos associados registraram melhor desempenho na temporada 2013.

Com 38 empresas afiliadas, a Central de Pousadas realiza, principalmente, ações de marketing voltadas para internet, oferecendo uma grande diversidade de meios de hospedagem em Campos.

Proprietário da pousada Jóia da serra, Guilherme viu seu faturamento aumentar em 20% durante o mês de julho em relação ao ano passado. “Divulgação é fundamental. É tudo”. Resume com empolgação o empresário, que acredita que a ocupação na pousada está diretamente ligada ao preço e a divulgação. 

Outro dado importante, observado por ele, foi o aumento de famílias que subiram a serra durante o inverno 2013. O empresário utilizou maior número de camas extras nos quartos, para abrigar casais, que viajavam com os filhos e outros parentes. Este movimento garantiu uma ocupação média de 75% durante o mês de julho em sua pousada.

Para Guilherme, o principal responsável pelo crescimento foi o aumento da população que pratica o turismo, além da possibilidade de pagamento parcelado, oferecido por alguns sites de venda de pacotes. 

Apesar do calendário deste ano não contar com feriados prolongados, Guilherme pretende manter a mesma estratégia que tem dado certo, realizando promoções e valorizando os atrativos e as belezas naturais da cidade em todas as estações do ano, no momento da venda.

Além disso, pretende ainda investir na estrutura para manter o ambiente agradável. E ainda trabalhar cada vez mais o atendimento como importante ferramenta para fidelizar o hóspede. Para ele, a fórmula do crescimento tem sido oferecer um serviço que agregue preço, atendimento e qualidade. O empresário lembra ainda que a Internet é o carro chefe para divulgar qualquer meio de hospedagem.

Outra entidade procurada foi a Asstur – Campos do Jordão Associação da Hotelaria e Gastronomia, que possui 32 afiliados, onde a maior parte são hotéis.

O Presidente da Asstur, Luis Pedro Nathan, afirmou que os hotéis associados perceberam um aumento considerável na taxa de ocupação neste ano. 

Nos finais de semana de junho foram ocupados 93% das unidades disponíveis e em julho 89% durante este ano, contra 85% e 87% respectivamente em 2012.

Para Nathan a internet tem facilitado as comparações de informações de preços e qualidade dos serviços. “O turismo mudou no mundo todo e em Campos do Jordão se sentiu mais isso”. Afirmou o presidente da Asstur.

Os números apontam que, de uma forma geral, este ano foi melhor que o ano anterior. Nathan acredita que isso mostra mais conscientização do hoteleiro, que está se adaptando ao mercado.

Para que exista maior crescimento na taxa de ocupação nos hotéis de Campos do Jordão, é necessário mais investimento no mercado de turismo de negócios, pois este garante movimento nos períodos de baixa temporada. Afirma o representante da associação, que também acredita que o frio tem papel determinante para o crescimento de reservas nos meios de hospedagem.

Vice-presidente do grupo de restaurantes Cozinha da Montanha e Diretor do Sinhores (Sindicato dos hotéis, bares e similares) na região, Paulo César da Costa também percebeu um crescimento nesta última temporada.

Em conversa com alguns proprietários de restaurantes associados ao Cozinha na Montanha (com 23 empresas associadas), Paulo afirma que houve um aumento de 15% no movimento nesta temporada em relação ao ano passado.

Este aumento teria satisfeito a expectativa gerada no início do ano, onde os empresários já observavam maior movimento. 

Neste inverno também foi percebido por ele um movimento maior durante os dias de semana. “A gente tem que incentivar estes descontos na rede hoteleira”. Afirma Paulo sobre os valores mais atraentes oferecidos pelas empresas de hospedagem para quem sobe a serra de segunda a quinta-feira.

Proprietário do Restaurante La Gália, Paulo César disse que recebeu neste período um público maior de famílias e também de turistas com maior poder aquisitivo.

Sobre a divulgação, o vice-presidente disse que as Temporadas Gastronômicas da Cozinha na Montanha, que oferece pratos específicos para cada estação do ano, tem ajudado o grupo a crescer com diferencial, pois tem usado os próprios produtos para se fortalecer.

Outros eventos gastronômicos e anúncio em portais devem fazer parte da divulgação do grupo, assim como o trabalho com assessoria de imprensa e o aprimoramento da mão-de-obra. 

A internet tem sido, para a o empresário, uma ferramenta fundamental para atrair público com resposta imediata. Ele afirma ainda que já tem recebido, pelo site do restaurante, diversas consultas antecipadas para as festas de Natal e Reveillon.

Como estratégia para os próximos meses, o grupo deve usar a gastronomia como complemento de eventos, que acontecem na cidade ao longo do ano.

Proprietário de duas pousadas em Campos do Jordão, Andre Villibor também acompanhou aumento no movimento durante a temporada de inverno 2013.

Na pousada Campos de Provence, que fica próximo ao centro turístico e recebe em sua maioria casais, o empresário registrou um aumento perto dos 10% em relação ao ano passado, quando somando os meses de junho, julho e agosto.

Já na pousada Campos dos Holandeses, que inaugurou no ano passado, ainda é cedo para avaliação, sendo que o público está conhecendo agora o estabelecimento. Ali André apostou em acomodar famílias, construindo apartamentos mais amplos, que abrigassem maior números de camas. Além de estar localizado em uma área reservada e junto à natureza, preparado para o público que não faz questão de ficar no centro turístico.

André acredita que a subida do Dólar foi uma das principais razões para o crescimento na taxa de hospedagem, pois mantém o turista no Brasil. O aumento da classe média também teria sido responsável.

Em relação ao marketing, o empresário aposta no relacionamento. André afirma que 35% de seu movimento são gerados por hóspedes que retornaram, ou receberam indicação de outras pessoas que estiveram a pousada. A maior parte dos novos hóspedes seria alcançados na internet, onde 40% são oriundas de publicidade em sites de busca e portais locais e 8% são resultado de trabalho com email marketing.

Quando questionado sobre quais rumos alguém deveria tomar para divulgar um novo empreendimento de hospedagem na cidade, Villibor diz que o ideal é começar anunciando em sites locais e nas redes sociais, pois ainda não existe uma lista emails de clientes para trabalhar o relacionamento. Parceria com agências de viagem e avaliações positivas em sites de venda de pacotes também seria importante.

Para ele é importante estar atento na hora de realizar as campanhas de venda e também é necessário fazer um trabalho especial no atendimento ao hóspede. Pois se o preço estiver dentro do mercado, o hóspede vai seguir a indicação de um amigo que conhece a pousada. “O  público está cada vez mais exigente” afirma empresário.

Sua estratégia de trabalho na baixa estação será trabalhar com grupos, casais em Lua de Mel e famílias. Além de realizar promoções, principalmente durante a semana.

O setor de chocolates também apresentou aquecimento durante este inverno em Campos do Jordão. Proprietário da Sabor Chocolate, com três lojas e uma fábrica em Campos do Jordão, José Carlos Carvalho também afirma que 2013 foi superior ao ano passado.

O aumento nas vendas durante a temporada foi de 9,71%, garantindo um crescimento anual de 16,68%. Um dos responsáveis foi o turismo de um dia que também teve crescimento para o lojista.

O principal meio de divulgação para José Carlos é a degustação externa e nos pontos de venda. Ele acredita na importância da internet no negócio, mas ainda tem trabalhado pouco a rede como meio de relacionamento.

Como estratégia de marketing para os próximos meses, o empresário pretende reformar umas das lojas, mudando seu visual e implementando uma mini-fábrica como atrativo. Para a próxima temporada José Carlos deverá trabalhar com produtos exóticos, que ajudam a chamar a atenção do público e da mídia.

Para ele, Campos do Jordão ainda está engatinhando no turismo, e a cidade precisa de uma Secretaria que promova projetos, pois a cidade ainda tem muito a crescer.

“Esta foi a melhor temporada de todos os tempos”. Afirmou Carmelo Flaviano do restaurante Festival Della Pasta, que existe há 11 anos em Campos do Jordão.

O empresário registrou 35% a mais de pessoas em seu restaurante em relação ao ano anterior. Para ele o aumento dos casais jovens – que passaram a gastar mais com turismo – foi o responsável pelo crescimento no movimento.

Carmelo acredita que a divulgação na internet para sua empresa é fundamental. “Este público que cresce usa mais a internet”. Conclui.

O frio e aumento do dólar seriam os principais responsáveis pelo movimento também no mês de agosto, que foi estrondoso, segundo o empresário. Garantindo uma previsão de crescimento de 30% no ano.

“Sempre acho que a internet é o presente”. Afirmou o empresário sobre a importância da divulgação na rede, dizendo ainda que respeita todas as avaliações que são publicadas por clientes em sites de relacionamento e de turismo.

O empresário acrescenta ainda que o turista, que vem do Vale do Paraíba, também tem sido importante para o crescimento do movimento na cidade, além do tradicional público da capital paulista.

Para Luis Fernanado Peretti, dos restaurantes Safari e Villa Gourmet o crescimento foi de 15%. Ele afirma que Campos do Jordão está recebendo um público diferenciado e que é preciso de adaptar a este novo cenário turístico.

Concluindo a matéria, de uma forma geral, todos os entrevistados perceberam um aumento no volume de turistas durante a Temporada de Inverno 2013, assim como uma mudança no perfil do turista que visita Campos do Jordão. Também foi atribuída grande importância para campanhas bem construídas em diversos canais da internet. Todos também citaram alguma melhora na estrutura da cidade, mas aguardam muitas outras melhorias vindas do poder público. E acreditam que o turismo da cidade ainda está em processo de mudança e evolução.

Foto: Cristiano Tomaz