publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 19 de janeiro de 2017.

ago
09
2007

Congresso inédito no Brasil discutirá combate à aterosclerose em Campos

por: - Atualizado: 09/08/2007 10:55
No Brasil, o estudo Arbiter III será debatido por médicos especialistas em colesterol e aterosclerose no I Congresso Panamericano de Aterosclerose, que ocorre de 9 a 11 de agosto, em Campos do Jordão, no Arts & Convention Center.

ateroscleroseNo Brasil, o estudo Arbiter III será debatido por médicos especialistas em colesterol e aterosclerose no I Congresso Panamericano de Aterosclerose, que ocorre de 9 a 11 de agosto, em Campos do Jordão, no Arts & Convention Center.

Este estudo recente demonstra que a ácido nicotínico de liberação programada (vitamina B3), quando adicionada à estatina – substância que trata os alterados níveis de colesterol -, reduz a aterosclerose da artéria carótida (localizada no pescoço), pelo aumento significativo dos níveis de HDL-C, bom colesterol.

O estudo foi desenvolvido em centro médico militar de Washington, nos Estados Unidos, e apresentado na Sessão Científica Anual da American Heart Association.

O congresso, inédito no País, tem apoio oficial de algumas das principais sociedades de aterosclerose do mundo, como a International Atherosclerosis Society (IAS), Sociedade Latinoamericana de Aterosclerose (Solat) e Sociedade Iberolatinoamericana de Aterosclerose (Silat).

A Libbs Farmacêutica, que produz a niacina no Brasil, terá em seu estande um médico especialista em ultrassom para avaliar as artérias carótidas dos médicos congressistas.

O estudo Arbiter III envolveu 130 pacientes com doença arterial coronária e bom controle dos níveis de LDL-C (mau colesterol) pelo tratamento com estatina, mas com níveis baixos de HDL-C. Após dois anos de seguimento, o estudo demonstrou que, mesmo quando os níveis de LDL-C estão bem controlados pelo tratamento com estatina, a administração de niacina LP inibe a progressão e promove a regressão da espessura íntima-média carotídea (placa de gordura em formação na parede da artéria).

A aterosclerose ocorre devido ao acúmulo de placas de gordura que entopem as artérias e podem levar ao infarto do miocárdio, ao derrame cerebral ou à morte cardíaca. O estudo demonstrou os benefícios do tratamento combinado envolvendo niacina e estatina na redução do desenvolvimento da aterosclerose.

“A niacina é bem mais eficaz para aumentar o bom colesterol do que as estatinas, que são excelentes para o controle do mau colesterol. Então, a associação de ambos medicamentos tem-se monstrado muito útil no tratamento das doenças cardiovasculares”, afirma Jairo Lins Borges, médico cardiologista do Instituto Dante Pazzanese, de São Paulo. A niacina aumenta o HDL-C em 30%, em média, quando utilizado na dose de 1 a 2g por dia. Também diminui o LDL-C em até 15% e os níveis de triglicérides em até 40%.

Niacina
A niacina é conhecida dos médicos há bastante tempo. Porém, até o lançamento do medicamento pela Libbs, apresentava efeitos colaterais que dificultavam sua utilização, por ser rapidamente absorvida pelo organismo. A Libbs, no entanto, utilizando tecnologia de ponta, desenvolveu um mecanismo de liberação programada, que permite o uso do medicamento em dose única diária, diminuindo muito os efeitos colaterais indesejáveis.

Sobre a Libbs
Presente no mercado de medicamentos éticos desde 1958, a Libbs Farmacêutica tem 1.117 funcionários e opera três fábricas. Em São Paulo, sua unidade farmacêutica localiza-se no bairro da Pompéia. No Embu, estão a nova unidade farmacêutica e a unidade de química fina. Distribuindo medicamentos em todo o País, a empresa faturou cerca de R$ 358 milhões em 2006 (dados publicados pelo IMS) e é um dos poucos laboratórios farmacêuticos no Brasil que mantêm uma unidade industrial de química fina para produção de insumos para a indústria farmacêutica.

A empresa atua nas áreas ginecológica, cardiovascular, neuropsiquiátrica, gastroenterológica, respiratória, dermatológica e oncológica. Os produtos mais vendidos atualmente são: Diminut (contraceptivo), Ancoron (anti-arrítmico), Cebralat (tratamento da claudicação intermitente), Cebrilin (antidepressivo), Naprix (anti-hipertensivo), Procimax (antidepressivo), Libiam (reposição hormonal), Siblima (contraceptivo), entre outros