publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 24 de setembro de 2017.

jul
06
2007

Espaço oferece degustação de cervejas alemãs e uruguaias

por: - Atualizado: 06/07/2007 00:00
A temporada de inverno mais famosa do País ganhará mais charme. No dia 7 de julho, a AmBev inaugura, em Campos do Jordão, a Confraria Munique-Montevidéu.

AmBev esquenta a temporada de inverno em Campos do Jordão e inaugura confraria de cervejas alemãs e uruguaias

A temporada de inverno mais famosa do País ganhará mais charme. No dia 7 de julho, a  AmBev inaugura, em Campos do Jordão, a Confraria Munique-Montevidéu, com o tema “Em alemão ou espanhol, tanto faz. Nossa língua é a cerveja”, onde haverá degustação de cervejas alemãs e uruguaias e palestra com o mestre cervejeiro, Wilson Fornazier.

O espaço,  assinado pelas agências de comunicação FC2 e RF Full Promotion,  tem capacidade para receber até  40  pessoas e oferecerá de quinta-feira a domingo, além das degustações, palestras com mestres cervejeiros e um cardápio  com pratos Uruguaios e Alemãos para harmonizar com as bebidas.

O portfólio de cervejas  importadas  pela AmBev para Confraria Munique-Montevidéu é composto pelas uruguaias Nortenã, Patrícia e Pilsen e pelas alemãs Spaten, Löwenbräu e Fransziskaner Weissbier, sendo a última em três opções:  Hefe, Dunkel e Kristallklar.

Produzidas pela cervejaria Quinsa no Uruguai, as marcas Nortenã, Pilsen e Patrícia são cervejas do tipo pilsen e possuem sabores marcantes e surpreendentes. Já as alemãs Spaten, Löwenbräu e Fransziskaner Weissbier têm características e sabores únicos e seguem a Lei da Pureza do país, que estabeleceu em 1516 os ingredientes básicos que devem ser usados para produção de cerveja: água, malte, fermento e lúpulo. 

Segundo Alexsandro B.X. Pinto, gerente de Novos Negócios da AmBev, a Confraria Munique-Montevidéu é uma oportunidade para os consumidores brasileiros ampliarem ainda mais sua experiência sobre cervejas especiais, degustando sabores e texturas diferenciadas.
 
Saiba mais sobre as cervejas:
      
Uruguaias

Nortenã: apresenta coloração amarelo intenso e traz um aroma discreto de lúpulo e frutas. Ao degustar, o consumidor perceberá um fino amargor, suave e pouco persistente. É uma cerveja refrescante e pouco encorpada. Possui teor alcoólico de 5,0% vol.

Patrícia: Surgiu em 1936, ao sudoeste da cidade de Minas pela então Companhia Salus S.A. Patrícia possui uma espuma cremosa e consistente, caracteriza-se pelo uso de maltes e lúpulos nobres em seu processo de produção. Traz em seu líquido um amargor fino, porém distinto e marcante. Ela é refrescante e  moderadamente encorpada com teor alcoólico de 5,0% vol.
 
Pilsen: Surgiu em Montevidéu em 1956, batizada inicialmente de Pilsen Royal de Luxe.  A cerveja Pilsen traz um aroma intenso e agradável de lúpulo e frutas, com predomínio de notas de banana. Apresenta coloração amarelo ouro e um sabor com amargor intenso e persistente em perfeito equilíbrio com as demais características do produto. Ela é moderadamente encorpada e com teor alcoólico de 5.1% vol.

Harmonização: As três marcas são variantes do tipo Pilsen e por isso guarda algumas semelhanças na alquimia da harmonização, combinando com petiscos em geral, frituras, defumados, embutidos e castanhas. Para um almoço ou jantar, a Nortenã, Patrícia e Pilsen harmonizam com as tradicionais parrillas uruguaias e com os churrascos brasileiros. Já a marca Pilsen, por ter um amargor mais intenso do que as outras, encaixa-se especialmente bem com carnes de sabores mais marcantes e condimentadas, assim como com molhos mais temperados.  

Alemãs

Spaten: As cervejas da família Lager devem muito a cervejaria Spaten. Sua fundação data de 1397, algumas décadas após a possível primeira referência ao método de fabricação de uma lager. A fábrica de cerveja Spaten é a mais antiga de Munique. Com grandes inovações, esta fábrica chegou a ser uma das maiores da Alemanha. Em 1821, foi aí instalada a primeira máquina a vapor na Baviera. Por ordem de Gabriel Sedlmayr,  Carl Linde construiu em 1873 a primeira máquina de refrigeração para fazer gelo artificial que funcionava permanentemente. Até esta data, fabricar cerveja de baixa fermentação só era possível no inverno ou com gelo dos rios que era armazenado em caves ou poços, por isso a produção era muito limitada. Com a industrialização a fábrica Spaten foi também uma das primeiras que começou a exportar os seus produtos e hoje a cerveja Spaten é comercializada em todo mundo. Produzida segundo a Lei da Pureza, Spaten é uma cerveja tipicamente da Baviera de alta qualidade.

Características: Cerveja tipo munchen helles, de cor dourada, cristalina e muito transparente, a Spaten é leve, de aroma fresco e com boa formação de espuma. Traz um sabor maduro, fresco, notas de malte e é ligeiramente herbácea. Possui teor alcoólico de 5,2% e bem encorpada.

Harmonização: Por ter um sabor maduro, fresco, notas de malte e ser ligeiramente herbácea, é a cerveja ideal para acompanhar aperitivos, pratos condimentados (amargor mais acentuado intensifica a percepção de pratos apimentados) e peixes fritos. Vegetais, como por exemplo, brócolis, também formam uma boa combinação.
 
Löwenbräu: Surgiu em 1383, com a Hospedaria do Leão “Zum Löwen”, passando a se chamar Löwenbräu somente em 1818. No ano de 1524, em Munique, na “Cova do Leão”, foi construída uma fábrica que mais tarde foi famosa em todo o mundo. No fim do século dezenove, a fábrica Löwenbräu foi a maior da Alemanha e líder na exportação de cerveja.
Características: A cerveja Löwenbräu Original é uma típica cerveja de Munique, do tipo lager com coloração amarelo claro e delicadamente amarga. É refrescante, ligeiramente seca, revelando sutis notas de cereal. O seu líquido apresenta bastante corpo e uma lupulagem suave que a torna agradável de beber.

Harmonização: Por ser delicadamente amarga, a Löwenbräu combina muito bem com aperitivos, frituras e carnes vermelhas.

 Franziskaner Weissbier: Esta é uma das cervejas de trigo mais conhecidas do mundo, com mais de 600 anos. As cervejas de trigo têm uma longa história. Os Babilônios já apreciavam esse tipo de cerveja, que é obtida através de alta fermentação, maneira mais antiga de se fazer cerveja.

Características: A Franziskaner se distingue pelo seu agradável nível de carbonato e sabor, deixando uma sensação refrescante. Pelo fato de conter menos lúpulo, quando comparada com a maioria das Pilsen, as cervejas do tipo weiss proporcionam uma sensação gustativa mais suave e frutada. O processo de filtragem permite a presença de fermento após o envase o que, além de dar uma aparência turva à cerveja, promove a refermentação na própria garrafa em um processo similar ao do champanhe.

Ritual para beber: Um dos charmes desta bebida é seu ritual de consumo. Depois de servir quase todo o seu conteúdo, em copo personalizado para a bebida, deve-se fazer movimentos circulares com a embalagem para que a levedura, depositada ao fundo, se misture ao restante do líquido e só depois serve o que restou na garrafa, formando uma deliciosa espuma.

O copo é outro diferencial da cerveja de trigo. Com um formato mais alongado, sua parte superior é mais bojuda do que os copos comuns para evidenciar a espuma densa. Ela protege a temperatura e mantém o sabor e o aroma da cerveja. Detalhe: a tradição alemã diz que o brinde deve ser feito com a parte inferior do copo.

Franziskaner Hefe-Weissbier Hell: É uma cerveja de cor dourada e opaca cujo sabor condimentado e refrescante se deve à presença ativa do fermento dentro da própria garrafa. Ela apresenta espuma abundante, branca e cremosa, obtendo-se no copo uma liberação de gás carbônico, a qual produz um efeito de vivacidade e frescor da cerveja.

Harmonização: este tipo de cerveja harmoniza muito bem com salada, com frutas german-style. Excelente combinação com pratos alemães. Franziskaner Hefe-Weissbier Dunkel: É uma cerveja de cor caramelo e aspecto opaco, semelhante à Franziskaner Hefe com um sabor ainda mais intenso de malte. Devido aos grãos de trigo torrados e adicionados no seu processo de produção, Franziskaner Dunkel possui um sabor marcante e um pronunciado aroma torrado que agrada aos amantes de cerveja escura de todo o mundo. Traz um aroma marcante é encorpada e refrescante, seu teor alcoólico é de 5,0%. 

Harmonização: pratos com características marcantes, como por exemplo, carne de porco, massas.
 
Franziskaner Weissbier Kristallklar: cerveja de trigo que não tem uma base de fermento na garrafa, isso acontece devido a uma filtragem especial. Além disso, a Franziskaner Kristallklar possui o mais alto grau de carbonatação dentre os produtos da cervejaria Franziskaner. Como resultado temos uma cerveja de trigo cor cristalina de sabor leve, refrescante e com aroma levemente frutado.

Harmonização: Harmoniza muito bem com queijos frescos e leves (tipo cottage, ricota ou cream cheese), também combina com carnes brancas e grelhadas (frango ou peixe). 

Consumo Responsável
 
Desde 2001, o Programa AmBev de Consumo Responsável tem promovido campanhas de conscientização nos eventos patrocinados por suas marcas. No ano passado, o programa ganhou um novo símbolo, o Boomerangue, que carrega a mensagem “É mais divertido ir e voltar”. As ações têm como principal objetivo alertar a população para o perigo de beber e dirigir e para a importância de se cumprir a lei que proíbe a venda de bebidas alcoólicas a menores de idade.
Para isso, a AmBev já doou mais de 24 mil bafômetros para os governos das principais capitais brasileiras, e vem realizando campanhas em estradas e pontos-de-venda de todo o País, como o “Peça o RG”, que já envolveu mais de 250 mil estabelecimentos. Outra iniciativa do programa foi o patrocínio ao guia “Como falar sobre uso de álcool com seus filhos”, do Cisa – Centro de Informações sobre Saúde e Álcool, coordenado pelo psiquiatra Arthur Guerra de Andrade.