publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 16 de agosto de 2017.

nov
18
2015

Feriado da Consciência Negra tem Concerto e atividades culturais em Campos do Jordão

por: - Atualizado: 18/11/2015 00:00
"Canções de Amor de Claudio Santoro e Vinicius de Moraes" é tema do concerto

Série Cláudio SantoroO feriado da Consciência Negra acontece no dia 20 de novembro. E neste ano de 2015 cai na sexta-feira.

Para entreter o público que vai subir a serra, uma série de atividades culturais foram programadas em Campos do Jordão. 

No museu Felícia Leirner o feriado prolongado está recheado de atrações voltadas para as artes.

Com destaque para a Série Claudio Santoro, que inclui concerto musical, oficinas culturais e exibição de filme.

Leia também: Jornada Literária acontece no Feriado da Consciência Negra

Nesta série são realizadas homenagens ao grande compositor Cláudio Santoro, que dá nome ao Auditório anexo ao museu.

O público poderá participar gratuitamente de todas as atrações, assistindo ao concerto, participando das oficinas e assistindo o documentário sobre a vida do compositor.

Local: Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro
Endereço: Av. Dr. Luis Arrobas Martins, nº 1.880 – Campos do Jordão
Mais informações: (12) 3662-6000

Confira a programação do Museu Felícia Leirner para o Feriado da Consciência Negra 2015 em Campos do Jordão

Sexta, 20 de Novembro, 20h
Concerto Canções de Amor de Claudio Santoro e Vinicius de Moraes
Com participação do pianista Alessandro Santoro, filho do compositor Claudio Santoro, esta apresentação especial mostra peças  cantadas por Gisele Ganade e intercaladas por cenas com poesias de Vinícius de Moraes interpretadas pelo ator André Cruz.
A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados na bilheteria uma (1) hora antes da apresentação.

Sábado, 21 de Novembro, 9h
Oficina Percepção Corporal para Cantores e Instrumentistas
Oficina enfatiza o conhecimento corporal através de exercícios práticos centrados na respiração. Será ministrada pela regente Gisele Ganade e pelo músico Alessandro Santoro – filho do maestro Claudio Santoro.
Público Alvo: jovens e crianças iniciados na arte da música (canto e instrumentos)

Sábado, 21 de Novembro, 14h
Oficina Quem Canta os Males Espanta
Ministrada por Gisele Ganade e Alessandro Santoro (filho do maestro Claudio Santoro), a oficina é direcionada a instrumentistas, cantores professores e leigos, interessados em conhecer mais sobre a música vocal. Serão ensinados exercícios que enfatizam a prática musical através do canto coral.
Vagas: 40 participantes mediante inscrição antecipada
Público Alvo: interessados de 10 a 24 anos

Sábado, 21 de Novembro, 20h
Apresentação do Documentário: Santoro – O Homem e sua Música
(Diretor Johnnie Howard Szerman)
Reprodução do documentário que estreou no mês de setembro, na 48º Festival de Brasília de Cinema, sendo premiado com o 20º Troféu Câmara Legislativa como melhor longa, melhor direção, melhor trilha sonora (Alessandro Santoro), além do Prêmio Exibição TV Brasil. O longa fala sobre a vida e obra do músico, compositor e maestro Claudio Santoro (1919/1989).

Outras atrações do Feriado da Consciência Negra no Museu:

Sexta, 20 de Novembro, 10h
Roda de Jongo: história, música e dança
A educadora, dançarina e “brincante” Adalgiza Américo irá apresentar ao público a história do Jongo – manifestação popular de origem africana, que ainda é praticada em algumas regiões do Brasil. O público também terá oportunidade de aprender o toque (ritmo), o canto e a dança, participando de uma alegre “Roda de Jongo” e celebrando a importância das influências africanas na nossa cultura. Imperdível!

Sexta, 20 de Novembro, 15h
Zumbi, Capoeira, Batucada – Brasilidade
Show cultural criado pelo Grupo N’Golo, de Taubaté, alusivo ao Dia Nacional da Consciência Negra (20/11). Exaltando a figura de Zumbi dos Palmares – herói da resistência escrava no Brasil – o espetáculo conta com cerca de 15 integrantes, entre bailarinos, cantores e percussionistas. No repertório, serão apresentados diversos ritmos afro-brasileiros e interpretadas músicas da nossa cultura popular. Capoeira, maculelê, samba de roda e danças afro-brasileiras também compõem o espetáculo que pretende mostrar, de maneira viva, colorida e feliz, a importância da influência africana na formação do povo brasileiro.