publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 16 de janeiro de 2017.

jun
21
2010

Festival de Inverno deverá atingir 90 mil pessoas em 2010

por: - Atualizado: 21/06/2010 17:53
Em 2009 foram mais de 50 mil espectadores e um total de mais de 1,5 milhão de turistas em Campos do Jordão

Músico do FestivalUm dos maiores eventos internacionais de promoção cultural, que acontece no Brasil, o Festival de Inverno de Campos do Jordão deverá atingir público recorde neste ano.

A 41º edição do evento traz uma programação ampliada, que inclui uma semana a mais de apresentações. Em 2010 serão 80 concertos, o dobro do ano anterior, onde 11 destas apresentações acontecerão na Capital Paulista, nos espaços da Sala São Paulo e no SESC Vila Mariana.

Mas as principais atrações continuam acontecendo em Campos do Jordão, nos tradicionais palcos do Auditório Claudio Santoro, Palácio Boa Vista (capela), Praça do Capivari e nas igrejas São Benedito, Santa Terezinha e Nossa Senhora da Saúde.

O Festival, que tem como um dos objetivos formar músicos para uma carreira de sucesso, terá sua programação pedagógica ainda mais integrada com a programação artística. Os professores, muitas vezes considerados os melhores músicos da atualidade, além de lecionar para os alunos do Festival, também se apresentarão em orquestras de câmara, proporcionando ainda mais prestígio para os espetáculos.

“Como o maior evento de música clássica do País e da America Latina, é inestimável a sua importância para a formação cultural da população brasileira e para o incentivo de jovens talentos da música”, afirma o Governador do Estado de São Paulo, Alberto Goldman.

O Festival atrai um grande público para a temporada de inverno de Campos do Jordão que, além de ter contato com as atividades culturais, provoca impacto na economia paulista. Em 2009, foram mais de 50 mil espectadores e um total de mais de 1,5 milhão de turistas na cidade de Campos do Jordão, e este ano, com as novidades na programação, espera-se que pelo menos 90 mil pessoas sejam atingidas diretamente pelas atividades do Festival.

O diretor-executivo do Festival, Paulo Zuben, acredita que o investimento feito para a ampliação na programação se justifica pelo aumento do número de concertos e a realização de uma parte do Festival em São Paulo, o que deve trazer retorno além do previsto para a área cultural. “Com essas mudanças na proposta do Festival, haverá um público maior em Campos do Jordão e, com isso, o impacto que o Festival tem na economia e no turismo regionais se intensificará”, afirma Zuben.

Foto: Divulgação