publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 27 de maio de 2017.

jul
23
2010

Jorge Vercillo faz show na Praça nesta quinta-feira em Campos do Jordão

por: - Atualizado: 23/07/2010 10:51
Cantor toca grandes sucessos e novas canções de seu novo disco "DNA"

Jorge VercilloA temporada de inverno na serra reserva diversas atrações para seus visitantes. Divulgando seu mais novo álbum “D.N.A. “, Jorge Vercillo sobe no palco da Praça em Vila Capivari no dia 22 de julho, quinta-feira às 17h, em Campos do Jordão.

Do repertório inédito, o cantor apresenta o primeiro single do álbum, “Me transformo em luar” (Jorge Vercillo), canção que já vem sendo bem executada nas rádios de todo o país. Também de sua autoria, Vercillo selecionou “Há de ser”, que no disco traz a participação especial de Milton Nascimento, além do samba “Verdade oculta”.

Da safra do novo álbum, Jorge Vercillo interpreta o standard jazz “Memória do prazer”. A canção, que tem melodia do compositor, marca a primeira parceria do cantor com sua esposa, Gabriela Vercillo. Ainda do repertório inédito, foram eleitas o samba funk latino “Arco-Íris”, parceria de Vercillo com o premiado multi-instrumentista Filó Machado, e “Caso Perdido”, primeira parceria do compositor com Max Viana.

Para o set list do show também foi escalada “Deve ser”, parceria de Vercillo com Dudu Falcão. A canção, que entrou como faixa bônus no CD “D.N.A.”, embalou o romance do casal Helena (Taís Araújo) e Bruno (Thiago Lacerda) na novela “Viver a vida”, de Manoel Carlos, da TV Globo.

Jorge Vecillo também brinda seus fãs com alguns sucessos de sua carreira, como “Encontro das Águas” (parceria com Jota Maranhão), além de três canções do álbum “Elo” (2002): “Fênix” (parceria com Flávio Venturini), “Que nem maré” e “Homem-Aranha” (ambas de Jorge Vercillo). Esta última ganhou para o show um novo arranjo de rockabilly.

Também da discografia do cantor, foram eleitas “Monalisa” e “Invisível”, de autoria de Vercillo, do disco “Livre” (2003); “Mandala” (Torcuato Mariano / Jorge Vercillo), do álbum “Signo de Ar” (2005), e “Final feliz” (Jorge Vercillo), sucesso do CD “Leve” (2000). De seu último disco de estúdio, “Todos Nós Somos “Um” (2007), foram escaladas as canções “Ela une todas as coisas” (parceria com Jota Maranhão), além de “Devaneio” e do samba “Toda espera” (Jorge Vercillo).

Jorge Vercillo sobe ao palco acompanhado de músicos experientes, como Bernardo Bosisio (guitarra e violões), André Neiva (baixo), Glauton Campello (teclados), Claudio Infante (bateria), Orlando Costa (percussão), Jessé Sadoc (trompete) e Glauco Fernandes (violino).