publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 24 de outubro de 2017.

dez
03
2010

Oswaldo Silveira vencedor da Maratona de Nova Iorque fala sobre a conquista

por: - Atualizado: 03/12/2010 18:59
"Meu sonho era ser o primeiro". Afirma o maratonista que participou pela sétima vez da corrida nos Estados Unidos

Oswaldo Silveira no Hotel Frontenac onde trabalhaCompletar a mais famosa maratona do mundo já seria um enorme desafio. Agora imagine vencer a competição aos 80 anos de idade em sua categoria.

Esta conquista pertence ao maître Oswaldo Silveira, que trabalha no restaurante do Hotel Frontenac em Campos do Jordão, e que ficou conhecido por sua determinação e capacidade quando venceu a 40º edição da corrida americana na categoria de 80 a 89 anos.

Para saber um pouco mais sobre este exemplo de disposição nós fomos até seu local de trabalho para conhecer melhor o senhor Oswaldo, que nos recebeu com simpatia em meio a sua agenda lotada de entrevistas desde a conquista.

Muito fino e educado, Oswaldo afirma que tem um cotidiano normal, ao menos para ele. Dorme entre três a quatro horas por noite e para completar seu sono dorme mais uma hora durante o dia. “Adoro ver o dia amanhecer” exclama sobre seu hábito de levantar muito cedo para realizar os treinos que o levaram à vitória. Para manter o ritmo, o campeão começa a treinar às 5 da manhã, correndo entre 10 a 15 quilômetros por dia.

A respeito da alimentação Oswaldo diz “Umas das coisas boas é justamente comer bem”. Sua dieta inclui muito peixe, salada e massas, além de evitar gordura.  Ele faz uma refeição a cada 3 horas e apesar da idade avançada não faz uso medicamentos para pressão alta ou outros comuns para idosos.

Oswaldo conta que sua paixão pela corrida começou quando tinha 50 e poucos anos. Torcedor do São Paulo, ele jogava futebol de várzea para manter a forma, mas com a idade as contusões poderiam causar alguns danos, então resolveu começar a correr. E a partir de então não parou mais.

Sobre Campos do Jordão, cidade que o abriga há 10 anos, o maratonista fala com ênfase: “Adoro Campos do Jordão e amo São Paulo”. Pois se divide nas duas cidades toda semana e diz que adora esta mudança de ambiente.

Oswaldo Silveira correu pela sétima vez a Maratona de Nova Iorque “Meu sonho era ser o primeiro”. Afirma o corredor que contou com muito apoio do seu técnico Wanderley de Oliveira. O corredor sempre ouvia de seu técnico que tinha condição para vencer a corrida.

Oswaldo Silveira em Nova IorqueE realmente ele venceu. No dia 7 de novembro de 2010, com o tempo de 4 horas e 33 minutos o maratonista brasileiro virou notícia internacional e teve uma repercussão muito maior que poderia imaginar.

Ainda em Nova Iorque foi reconhecido em uma loja, e quando chegou ao Brasil um canal da TV o esperava no aeroporto. Quase todo dia faz uma entrevista para a imprensa, que inclui TVs, jornais, revistas, rádios e internet.

Apesar de todo este destaque e superação o atleta não tem patrocinador fixo. Para pagar a inscrição e as despesas de viagem conta com ajuda de amigos e clientes do restaurante onde trabalha.

Em 2005 Oswaldo Silveira se aventurou na literatura com o livro “Bastidores da Gastronomia”. As páginas refletem os 50 anos de experiência de trabalho na cidade de São Paulo, em sua grande maioria em restaurantes, onde acumulou muitas histórias que foram registradas no livro. “Eu ia escrevendo num papelzinho atrás do balcão”. Conta o corredor para explicar como conseguia conciliar as atividades de maratonista, escritor e garçom.

Sua carreira de atleta ainda vai longe. Para 2011 a agenda de maratonas já está comprometida. Na lista das competições confirmadas estão destinos internacionais como Lisboa e Londres. Para janeiro já estão agendados a Maratona Internacional de São Paulo no dia 25, e no dia 30 estará competindo em Poços de Caldas. Ainda estão na lista corridas no Rio de Janeiro e em Santos. Silveira está também recebendo e-mails perguntando se correrá novamente a Maratona de Nova Iorque em 2011, onde é o atual campeão em sua categoria.

Quando lhe é perguntado sobre dicas para quem gostaria de iniciar no esporte, o corredor é enfático “Pra começar é preciso começar”. Ele diz que é necessário iniciar andando forte, depois trotando e por fim correndo. “É muito importante a determinação. Não importa se está chovendo, fazendo frio, ventando, ou mesmo se foi dormir tarde. Tem que ter determinação… deixar tudo de lado”. Completa.

Casado há 57 anos, pai de duas filhas e avô de dois netos, o senhor Oswaldo explica sua filosofia de vida em três palavras “Família, trabalho e corrida”.

Medalhas de Oswaldo SilveiraNo salão de entrada do restaurante onde trabalha, o corredor mantém exposto suas inúmeras medalhas e placas de reconhecimento pela trajetória cheia de vitórias. Dentre estas ele mostra com orgulho uma carta que recebeu da Câmara de Vereadores de Campos do Jordão, recém chegada, e que faz uma homenagem ao maratonista.

Demonstrando ainda mais entusiasmo e determinação seu Oswaldo diz que estuda bastante sobre vinhos, mais uma de suas paixões. Além de aprimorar e se atualizar constantemente no idioma inglês.
 

Fotos no Hotel: Cristiano Tomaz
Foto em Nova Iorque: Fernanda Paradizo