publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 21 de novembro de 2018.

mar
22
2018

Outono é tempo de saborear o pinhão

por: - Atualizado: 22/03/2018 12:06

Um dos destaques do outono em Campos do Jordão, está pelas folhas amareladas dos plátanos que vão deixando a cidade com aspectos mais convidativos para subir a serra, ao mesmo tempo que os primeiros ventos frios começam a pedir comidas de maior valor calórico e uma boa lareira acesa.

É nesta estação que araucárias começam a liberar suas sementes que irão formar novas plantas que a próxima geração possa contemplar sua magnitude. E aquelas que irão florescerem é porque estas serviram para alimentar nossa invejável fauna e também a nós, jordanenses, e nossos visitantes que a cada ano se apaixonam ainda mais pelos nossos pinhões

O pinhão além de alimentar parte da fauna da serra como garça azul, maritacas, esquilos, também é uma fonte de renda para catadores de pinhão que vendem nas vias públicas da cidade ou a restaurantes locais que elaboram receitas doces e salgadas que deixam a gastronomia do alto da serra ainda mais interessante e saborosa.

Rico em carboidrato, o pinhão é uma excelente fonte energética, mas ainda possui valores nutricionais como fibras, proteína, lipídios, ácidos graxos com linoleicos (ômega 6) oleico (ômega 9) que ajudam no controle da pressão arterial, além de minerais como fósforo, ferro, manganês, potássio, sódio, zinco, magnésio, fósforo entre outros.

O Pinhão é semente da Araucária angustifólia, também conhecido como pinheiro brasileiro, pinheiro brasiliana e pinheiro do Brasil e do Paraná, muito presente nas regiões de alta altitudes das regiões sul e sudeste brasileiras, muito ocorrente de massas de ar tropical e polares, com clima frio e úmido. O pinheiro brasileiro pode chegar até 50 metros de altura e troncos superiores a 3 metros de diâmetros e, em Campos do Jordão é muito recorrente em formato de capão em fundos de vale e associação botânica com pinho bravo, bromélias, orquídeas, além de musgos, barba de pau e líquens, que deixam ainda mais interessante essa integração. Por integrar a boa parte da vegetação nativa de Campos do Jordão, o pinheiro é a árvore símbolo da cidade desde 1981, através da Lei 1264, daquele ano.

Esta semente que é símbolo de Campos do Jordão, pela lei municipal de nº. 1275/81 tem dois destaques festivos na cidade como a Festa do Pinhão e a Temporada Gastronômica de Pinhão, esta última realizada há quase uma década pelo Grupo Cozinha da Montanha.