publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 11 de dezembro de 2017.

set
21
2009

Recital de Câmara e Ópera, homenagem a Händel e Villa-Lobos

por: - Atualizado: 21/09/2009 18:14
Em comemoração aos 250 anos de falecimento do compositor barroco alemão Händel, e aos 50 anos da morte do compositor brasileiro Heitor Villa Lobos, acontecerá no dia 26/09 em Campos do Jordão.

Luciana Bueno. foto: Heloísa Bortz

Em comemoração aos 250 anos de falecimento do compositor barroco alemão George Friedrich Händel, e aos 50 anos da morte do compositor brasileiro Heitor Villa Lobos, o Auditório Cláudio Santoro recebe no próximo sábado, o Recital de Câmara e Ópera.

Composto por Eduardo Janho Abumrad, João Moreira Reis e a mezzo-soprano Luciana Bueno, a apresentação é recomendado a todas as idades e promete grandes e fortes emoções ao público que se fizer presente.

Luciana Bueno que é dona de uma voz que classifica-se entre o soprano e o contralto, denominada mezzosoprano, iniciou seus estudos de canto lírico em 1991 com Roberval Falleiros e Jacinto Karelisky, e aperfeiçoou sua técnica vocal sob a orientação de Leilah Farah. Vencedora do Concurso Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, e do Concurso Maria Callas, Luciana também estudou repertório operístico, e em 1996 ganhou uma bolsa de estudos da Fundação Vitae.

Devido a sua riqueza vocal e grande desenvoltura cênica, Luciana já marcou presença em produções de óperas como Don Giovanni, Il Barbiere di Siviglia, O Mikado, João e Maria (de Humperdinck), entre tantas outras. Participou da estréia da ópera brasileira O Cientista (de Sílvio Barbato) e de Poranduba no XI Festival Amazonas de Ópera.

Diplomado pelo Conservatório Musical “Carlos Gomes”, João Moreira Reis iniciou seus estudos musicais com Janette Bampa, e concluiu o curso de piano pela Faculdade Paulista de Arte. Participou de uma gravação para a Europa Rádio de Milão, executando obras para piano solo de Mozart, Granados e Villa-Lobos. Colabora ao piano com cantores eruditos desde 1985, acrescentando a atividade de solista, à de camerista. Tem como influenciadores de seu aperfeiçoamento nomes como o brasileiro Luiz Gonzaga de Oliveira, e os italianos Fábio Luz e Adriana Maimone.

Eduardo Janho-Abumrad tem atuação como solista lírico e de repertório vocal-sinfônico e camerístico. Estreou na Europa com “Werther“, em Bruxelas, em 1979, gravando, no mesmo ano em Madrid, um recital com músicas de autores brasileiros. Em 2001, cantou novamente o Don Basilio em “Il Barbiere di Siviglia“, no Teatro São Pedro de Porto Alegre, com regência de Lutero Rodrigues e direção de Walter Neiva. Gravou Nourabad, nos “Pescadores de Pérolas“, de Bizet, pelo selo Nuova Era. O baixo paulistano é vencedor do Concurso de Canto Carlos Gomes, e participou de inúmeras montagens líricas, recitais camerísticos e oratórios, além de obras sacras e vocal-sinfônicas em grandes centros como Turim, Milão, Zurique, Madrid e Bruxelas.

A apresentação em homenagem aos grandes compositores será dia 26/09, a partir das 21 horas, no Auditório Cláudio Santoro.

Ingressos
R$ 5,00 (inteira)
R$ 2,50 (meia)

Mais informações
(12) 3662-2334