publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 23 de outubro de 2017.

maio
18
2015

Veja dicas e opções para pedalar em Campos do Jordão

por: - Atualizado: 18/05/2015 00:00
Saiba onde ir com sua bicicleta na montanha

Bike em Campos do JordãoSeja para prática esportiva ou por simples lazer, Campos do Jordão é um destino cada vez mais procurado por ciclistas de todos os lugares.

O clima agradável – e o relevo variado das montanhas – fazem muita gente subir a serra levando junto com a bagagem sua preciosa bike.

Quem gosta de apreciar as belas paisagens da serra, encontra na cidade muitos locais para sentir-se próximo da natureza e ainda fotografar imagens de rara beleza.

O esforço exigido nas muitas subidas entre as montanhas de Campos são recompensadas por paisagens magníficas, que valem a pena e recarregam as energias.

Como ciclismo tem sido uma atividade cada vez mais procurada por quem quer manter a forma, e ainda contribuir menos com a emissão de gases emitidos por automóveis, a NetCampos foi conversar com Márcio Prado, empresário da cidade que atua no ramo de esportes de aventura.

Além de estimular a prática do ciclismo, Márcio ja viajou para cidades nos Estados Unidos e Canadá, onde foi conhecer lugares criados especificamente para pedalar e buscou inspiração para novas ideias e projetos.

Pedal de lazer
Quem sobe a serra para um passeio de lazer acaba, muitas vezes, pedalando somente pela ciclovia que atravessa boa parte da cidade e não possui subidas ou descidas. 

Para o empresário, as pessoas mais ousadas – que querem andar um pouco mais -, encontram na cidade trechos que são formados por vales e também são muito recomendados. 

Entre eles está o caminho do Horto Florestal, que é de fácil acesso e possui boa identificação.

Andando por uma estrada asfaltada e agradável de aproximadamente 12 Km (partindo do centrinho turístico), o caminho do Horto Florestal conta com subidas e descidas suaves, que passam pela margem do Rio Sapucaí.

Alguém já experiente com a bike leva entorno de 35 a 45 minutos para chegar. Ciclistas mais iniciantes podem levar até uma hora.

Pelo caminho, cercado pelo visual das araucárias, existem ainda dois cafés, onde o ciclista pode fazer uma parada para descansar, ou comer algo para recarregar as energias. 

Chegando no Horto Florestal é possível curtir o espaço e descansar um pouco mais para a volta. 

Agora quem ainda não estiver satisfeito, e quiser andar um pouco mais dentro do parque, existem ainda duas opções: 

Uma delas é  Caminho da Cachoeira, uma trilha de 5 km, de ida e volta, muito agradável e fácil acesso. O passeio dura em torno de uma hora.

A outra opção é Caminho do Bosque Vermelho. O passeio tem em torno de 12 km com subidas e descidas suaves e um visual bastante arborizado.

Outra opção para curtir os passeios de bicicleta dentro do Horto é ir de carro até o parque, levando a bike no porta malas. Quem estiver sem a bicicleta pode alugar a sua lá mesmo.

Mountain Bike em Campos do JordãoMountain bike
Para quem pedala de forma esportiva ou quer praticar o mountain bike como amador, a região da serra está cheia de opções para uma pedalada mais intensa.

“Campos é um local para prática de mountain bike muito interessante, mas um pouco exigente para a questão física. Nossos vales são muito estreitos no geral, onde praticamente não tem plano para pedalar. Ou a gente está subindo ou está descendo.” Afirma Márcio.

Segundo o empresário para fazer o mountain bike em Campos do Jordão, a pessoa tem que ser “um pouco mais que iniciante” para encarar algumas das trilhas.

O percurso mais famoso é a trilha das Três Matas que é curta e próxima da cidade. Com partes bem fáceis e com com alguns trechos que requerem mais atenção e habilidade, a trilha tem cerca de 3,5 Km, ou 4 Km, sem contar o acesso até ela. Nesta trilha está sendo feito um trabalho voluntário de sinalização.

Entre outras trilhas famosas em Campos estão ainda a trilha da Casa Redonda e a trilha do Gavião. Existem também trajetos de estrada de terra como a Volta das Lavrinhas, na região de São José dos Alpes, e a Volta da Represa da Vila Maria.

Com um circuito bastante variado, porém sem sinalização, os percursos podem variar de 10 até  80 Km de pedalada. Mas para serem percorridos é importante estar com alguém que conheça bem os caminhos.

Segundo Márcio para fazer estas trilhas mais longas, a presença de um guia é primordial, pois este deve conhecer bem as entradas, as passagens e as saídas das trilhas, seja ele um amigo ou um profissional contratado.

Dicas para quem quer começar
Para Márcio a dica para quem quer iniciar o ciclismo vem antes mesmo de comprar a bike. 

Segundo ele é importante ter orientação profissional do vendedor, que ajude o futuro ciclista a adquirir a bicicleta do tamanho ideal e ainda o auxilie a encontrar o modelo correto da bike para a prática que será utilizada.

Na hora de pedalar, uma dica importante é em relação a a alimentação e hidratação. Pois é comum ver pessoas não se preparam corretamente, e assim ficam cansadas com facilidade. Márcio informa que uma alimentação correta influencia muito no rendimento, portanto é importante buscar orientação com outros ciclistas e com nutricionista para iniciar a atividade.

Em se tratando de ciclismo é importante também perseverar – ele afirma. Pois uma subida que parece difícil hoje vai ficar mais fácil de ser vencida com a prática.

“Com uma boa bicicleta, uma boa alimentação e com a pratica constante, se chega a um bom resultado até bem rápido”. Completa o empresário.

Márcio Prado é proprietário da empresa Zoom Aventura, que opera dentro do Horto Florestal em Campos do Jordão com arvorismo, tirolesa, e com aluguel de bicicletas importadas de alto nível.

Mais informações:
(12) 12 3663-3746
www.zoomaventura.com.br

Fotos: Ana Lúcia Gonçalves