publico-adwords publico-face

Campos do Jordão, 17 de agosto de 2017.

Tudo sobre a economia de Campos do Jordão

por: - Atualizado: 16/08/2016 10:43
A economia de Campos do Jordão baseia-se no turismo, na indústria de confecção de malhas e de chocolate, no artesanato e na exploração de água mineral.

Turismo

Com certeza, o turismo é a base da economia do município de Campos do Jordão. Seu clima, belezas regionais e ótima localização fazem da cidade um atrativo natural de visitantes.

Campos do Jordão está a uma pequena distância de três grandes capitais: São Paulo (173 km), Rio de Janeiro (350 km) e Belo Horizonte (500 km). Somente esse dado já lhe assegura uma grande frequência de turistas no ano inteiro.

Além disso, o turismo garante o desenvolvimento do Município em seus diversos setores, como comércio, indústria, agricultura e outros. Por essa razão, o governo municipal investe cada vez mais no turismo, através de incentivo e promoção de eventos e criação de espaços atrativos.

 

Comércio

Desde os seus primórdios, o comércio de Campos do Jordão foi se desenvolvendo à margem e ao longo da Estação Ferroviária de Campos do Jordão. O comércio local predomina na Vila Abernéssia, onde se localiza também o centro cívico e administrativo do Município.

Essa supremacia da Vila Abernéssia faz com que lá sejam encontrados bancos, supermercados, lojas, mercado municipal, hospitais, escolas, centros médicos e odontológicos.

 

Indústria

Em Campos do Jordão, a indústria desenvolve-se de acordo com o turismo, base da economia local. O primeiro movimento expressivo da indústria do Município foi o da construção civil, por volta de 1920.

Já a indústria hoteleira de Campos do Jordão é uma das melhores do Brasil, claramente por conta do fluxo intenso de visitantes que a cidade recebe durante todo o ano. Alguns visitantes do Município vão para Campos em épocas de festivais ou algum evento específico, outros somente pelo repouso e qualidade de estadia.

Com o progresso turístico local ao longo dos anos, ocorreu um considerável surgimento de inúmeras pequenas indústrias de artesanato. Essas fabricam souvenirs e lembranças da cidade para vender aos turistas, além de doces e geleias em conserva.

Além disso, a partir da década de 1970, deu-se início à produção de chocolate da mais alta qualidade, grande referencial de Campos do Jordão atualmente.

De outro ponto, foi a partir de 1960 que a indústria têxtil encontrou um grande potencial na região do Município, fazendo da malharia mais um polo industrial local.


Agricultura

A agricultura recebe destaque no cenário rural de Campos do Jordão, a partir da fruticultura e silvicultura, esta ocupando 60% da área local. O Município é conhecido por suas flores e folhagens, pêssegos, ameixas, nectarinas, castanhas, framboesas, amoras e hortaliças.

 

 

 

 

Truticultura

Em 1996, duzentas mil trutas foram lançadas nos rios de Campos do Jordão. Até hoje, elas são atrações para pescadores de diversas regiões.

A truta arco-íris adaptou-se bem aos rios locais, especialmente por conta de a água possuir um baixo teor de oxigênio (se comparada aos rios da América do Norte, origem do peixe citado). Em um ano, ela alcança 30 centímetros de comprimento e 250 gramas, podendo ser pescada.

O pioneiro Kyioshi Koike criou o primeiro empreendimento de pesca recreativa do Brasil, em Campos do Jordão. O Pesqueiro e Restaurante Truta Azul funciona há mais de 25 anos e contempla três lagos com fartura de peixe. É uma ótima opção de passeio local.

Já a Trutitcultura de Cachoeirinha fica a 12 quilômetros de Capivari. O lugar tranquilo e aconchegante é privilegiado com um riacho que corre entre os tanques de criação. A pesca pode ser realizada nos tanques ou no próprio riacho, o que se torna um diferencial ao praticar o esporte.

O Pesca na Montanha apresenta uma represa de 20 mil metros quadrados, localizada em meio a uma natureza magnífica. O local faz uso do sistema “catch-and-release”, ou seja, o pescador deve capturar o peixe e em seguida devolvê-lo em plenas condições de sobrevivência.

 

Estância Climática

 

Campos do Jordão é um dos 15 municípios paulistas considerados estâncias climáticas pelo governo estadual. Isso quer dizer que o Município preenche requisitos estabelecidos por Lei para tal classificação.

Ser estância climática assegura a Campos do Jordão uma verba estadual maior, a qual objetiva o progresso do turismo local. Da mesma forma, o Município obtém o direito de agregar junto ao seu nome o título de Estância Climática. Esse termo passa então a ser usado pelo expediente municipal oficial e referências estaduais.

O título Suíça Brasileira é uma estratégia de marketing. O termo é utilizado pela arquitetura da cidade ter base em construções europeias e seu clima ser mais frio que a média nacional. Daí o fluxo intenso de turistas no inverno.

O Solo

O Solo

O Planalto de Campos do Jordão localiza-se na Região de Dobramentos Sudeste, que integra...

Dados Gerais

Dados Gerais

Campos do Jordão está a 167 km de São Paulo (cidade), 350 km do Rio de Janeiro (cidade)...

Prefeitura Municipal

Prefeitura Municipal

Saiba quem são o prefeito, vice-prefeito e secretários da cidade, bem como tenha acesso...

Como Chegar

Como Chegar

Saiba tudo sobre como chegar a Campos do Jordão, as melhores dicas, rotas e principais a...